Fabricando Agarras de Resina para Escalada In Door

Bem, de 2015 para cá fabriquei de forma artesanal e pelo método de tentativa e erro aproximadamente 1000 agarras, talvez mais um pouco do que isso até. Baseado apenas nessa experiência pessoal, estou escrevendo este breve artigo passando alguns betas do que aprendi ao longo desse breve espaço de tempo;

Primeiramente, na época em que idealizei esse projeto contei com a ajuda de um Brother, o Victor Vasco que topou o desafio, pesquisamos bastante na internet, tentamos conversar com algumas pessoas para tentar entender o processo mas sempre encontramos um pouco de dificuldade pois as informações nunca eram realmente completas sobre o processo e sentíamos que nos faltava o “pulo do gato”.

Experiência Inicial

Após alguns brainstorm nós encontramos um fornecedor para a resina que utilizaríamos para fabricar moldes, para iniciarmos pensamos em replicar agarras, escolhemos as menores pois no caso da tentativa e erro o prejuízo seria menor, proporcional a quantidade de silicone a ser usado para cada molde. uma vez que depois viemos a constatar que o custo do molde é a parte mais “salgada” da fabricação.

O Silicone pode ser encontrado no MercadoLivre ou em lojas especializadas, compramos a resina de silicone P5 Branca, posteriormente descobrimos que a cor da resina de silicone representa sua resistência sendo as mais indicadas para este tipo de uso a branca e a azul;

O silicone vem acompanhado de um catalizador que ao ser misturado ao silicone na proporção indicada pelo fabricante em alguns casos usamos 10% em outros 5%, todas as compras que fizemos recebemos a proporção sugerida e deu certo quando calculamos a mistura certa.

No processo de fabricação do molde é importante besuntar a agarra com algum óleo, mas tenha cuidado para não deixar encharcado pois ira comprometer a qualidade da “pega” da agarra e é de extrema importância passar o óleo caso contrário há um sério risco de rasgar o molde no des-molde.

Para agarras pequenas sugerimos deixar de 3 a 5 cm de margem entre a agarra e o fim do silicone fazendo assim uma camada mais grossa que tornará o molde mais durável, se ficar muito fino pode se rasgar no primeiro dessolde ou não durar tanto quanto um molde mais grosso, assim não economize no silicone, mas cuidada para os excessos. em Agarras médias 5 cm e em agarras grandes 8 a 10 cm (cada caso deve ser analisado por quem estiver fabricando conforme suas próprias necessidades e intuito do molde, essa sugestão é apenas uma base de comparação assim quem for começar não começa do zero.

Costumamos deixar o silicone por 24 hs antes de retirar a agarra e termos o molde pronto.

Fabricando Agarras

Antes mesmo de recebermos a encomenda do silicone, ansiosos por começar a produzir, partimos para a segunda parte do projeto, a resina das agarras, fizemos igualmente uma extensiva pesquisa e chegamos a conclusão do material necessário, eu me responsabilizei por encontrar o fornecedor e o frete era nossa maior preocupação pois estávamos falando de litros…fizemos algumas experiências fabricando agarras em caixas de areia mas eram muitas impurezas e achamos que iria desgastar as sapatilhas em excesso e de forma desnecessária, mas gostamos do tipo de agarras quase rochas de verdade que conseguimos produzir por este método!

Chegamos a fabricar alguns moldes de Gesso, mas estes só duravam uma única fabricação de agarra, sendo um processo mais trabalhoso e demorado, uma vez que precisaríamos re-fabricar os moldes a cada nova safra de agarras, porém os custos deste molde se mostraram bem mais acessíveis.

Posteriormente descobrimos que poderia comprar a resina das agarras em quase qualquer loja de material de piscina, lá encontramos a resina cristal e a resina “amarelada” ou “normal”, por questão de escolha pessoal decidimos usar a cristal apenas por facilitar a cor no processo final, mas em termos de qualidade tanto faz. Assim como o silicone, também é vendido acompanhado de um catalisador, já ai não encontramos sugestão de uso de proporções, mas a ausência do frete viabilizou nossas tentativas e erros e pudemos ir praticando até chegar ao que chamaríamos de formula.

Material Necessário

Equipamento de Proteção Individual:

Luva para manuseio

Mascára (de preferência com filtro de carbono)

Óculos

Obs.: O processo de fabricação das agarras emite algum tipo de gás que provavelmente seja muito prejudicial a saúde, sugerimos que se for fabricar pesquise mais profundamente sobre os possíveis males a saúde e sempre que possível melhorar o seu próprio processo produtivo e armazenamento dos produtos.

Produtos:

Resina

Catalisador (normalmente um butanol)

Pigmento (vende no mesmo local da resina, pede pigmento pastoso, tem opção em pó mas não gostamos do seu uso apesar de facilitar o armazenamento)

Pó de Mármore (granulado)

Fórmula:

1lt de resina, 1kg de pó de mármore, 1 colher de chá de pigmento (pode ser mais ou menos se quiser dar cor mais viva ou mais opaca) e 3 tampinhas do catalisador (em média 30ml para cada tampa, assim seriam 90/100ml para cada mistura 1lt de resina com 1kg de carga. a mistura começa a endurecer relativamente rápido, assim faz-se necessário mexer bem a mistura para ficar bem homogênea, em média 1minuto a 1minuto e 30 segundos é o tempo médio que passamos mexendo a mistura com o catalisador.

Processo de Fabricação:

O primeiro passo é separar a quantidade de resina a ser usada, a nossa formula tem sido feita em geral como 1 lt de resina, para uma colher de chá de pigmento (pode ser usado mais de uma cor, para dar efeitos ou para dar uma cor diferente, a imaginação é livre), mistura-se até alcançar a cor desejada.

O Segundo passo é misturar a carga, no caso o pó de mármore (compramos alguns pós que vinham com grandes pedaços, dai passamos a usar uma peneira para controlar o nível de granulação e conseguirmos uma mistura mais homogênea, misturar até que a resina fique numa textura única.

O Terceiro passo é adicionar o catalisador, para que a mistura comece o seu processo de maturação em média 1m30s é o tempo médio da mistura que fizemos, dai é só colocar nos moldes de silicone.

Obs.: Também é interessante besuntar o molde de silicone para facilitar o dessolde e evita que a agarra ao ser retirada rasge os moldes, isso pode acontecer quando o molde está muito fino ou muito desgastado, assim essa prática vai dar vida útil mais longa para os moldes, usamos ou óleo de cozinha pincelado nas agarras ou sprays como WD-40 (muito cuidado ao manusear esse último, se demorar muito ou aproximar demais do molde ficará excesso do spray e irá comprometer a qualidade da agarra ao se misturar com a resina e tornar a agarra quebradiça e oleosa, se for usar o WD é recomendado passar o spray a uma distância de pelo menos 10cm e não por muito tempo talvez 2/3 segundos seja o suficiente, como disse desde o inicio todo nosso aprendizado foi construído na tentativa e erro, pode haver um processo ainda melhor que o nosso.

O Quarto passo é esperar secar e esfriar, após misturado o catalisador e colocado nos moldes a resina entra no processo de maturação e há um elevado aumento de temperatura, então cuidado para não se queimar tocando nas agarras ainda nos moldes, deixe secar por  8 a 24 horas. daí então é só retirar do molde.

O Quinto passo é o acabamento da agarra, algumas agarras médias e grandes é possível colocar arruelas nos moldes de silicone para que quando a agarra esteja pronta já venha com a arruela na agarra, outras você precisará fazer os furos com a furadeira, utilizamos a furadeira bosch elétrica caseira e posteriormente com a entrada no projeto do outro brother o Fabiano Guedes, passamos a usar uma furadeira de bancada que aumentou o nosso padrão de qualidade e acabamento das peças.

O Sexto Passo é colocar no murinho e se divertir!!!

Opcional: Se por acaso você achar que suas agarras estão muito oleosas você provavelmente exagerou a mão no besuntado do molde, mas não se desespere as vezes o prejuízo pode ser contornado se você der uma polvilhar magnésio na agarra e depois lava-la com água e passar uma escovinha.

Se alguém for tentar fabricar e tiver dúvidas estou a disposição de esclarecer algum ponto que não tenha ficado claro sobre o processo, se encontrar mais fotos que certamente tenho de outras partes do processo produtivo aproveitarei para atualizar este ensaio de artigo.

Leave a Reply